Como funciona o WhatsApp Business

No último mês o Brasil recebeu o lançamento do aplicativo WhatsApp Business. Diferente do que já conhecíamos, esta versão do produto é voltada apenas a pequenas e médias empresas, e não para conversas privadas. Através dos recursos oferecidos pelo app, os empresários poderão entrar em contato com os clientes através do smartphone. Por enquanto, o aplicativo está disponível apenas para o sistema Android.

Mensagens

Assim como os já conhecido Slack e Telegram, através do WhatsApp Business o empreendedor consegue configurar alguns atalhos e criar mensagens personalizadas que serão entregues aos clientes automaticamente.

Perfil

O aplicativo também permite que a empresa configure um perfil próprio, que funciona como uma espécie de cartão de visita. Nele, é possível adicionar informações como endereço, horário de atendimento, e-mail e site oficial.

Métricas

O WhatsApp Business permite a mensuração do uso da conta corporativa. Através das estatísticas é possível mensurar mensagens enviadas, entregues, lidas e recebidas.

Etiquetas

A função das etiquetas é simples e funcional. Ela serve basicamente para que o empresário utilize uma espécie de marcadores com os clientes. Por exemplo, agora é possível marcar o cliente como “novo cliente”, “pagamento pendente” ou “pago”.

Gostou das dicas? Fique atento ao blog da Simples Veículo para saber mais sobre seu assunto preferido!

Qual a documentação exigida na compra e venda de veículos?

Comprar um carro está incluído nos sonhos de muitos brasileiros e acaba representando um momento de alegria. O futuro proprietário do veículo deve, no entanto, estar ciente que existe uma documentação exigida para o momento da compra – além do pagamento de taxas e impostos. É importante, por exemplo, estar atento a possíveis restrições que possam impedir a venda.

Nos casos de carros usados – o nosso destaque do blog Simples Veículo -, o futuro proprietário deve estar atento a possíveis restrições judiciais ou até mesmo débitos anteriores dos proprietários. No momento em que estiver avaliando a compra do veículo, o cliente pode pedir para verificar também sua documentação.

Carro escolhido, negócio fechado? Começam aí os trâmites de transferência do veículo entre o proprietário antigo e o novo. É possível deixar este trabalho para os despachantes, mas aqueles que desejam economizar e realizar tudo pessoalmente, precisam estar atentos a alguns detalhes.

Por exemplo, a transferência de propriedade deve ser feita em um prazo de 30 dias. Os débitos referentes ao licenciamento, multas, seguro obrigatório e IPVA devem estar quitados no momento da transferência. Com o Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV) em mãos, o comprador deve ir até um dos bancos conveniados para pagar a taxa referente à emissão do novo Certificado de Registro do Veículo (CRV).

Para a transferência, os documentos necessários são:

– CRV preenchido e assinado pelo antigo dono, com firma reconhecida em cartório

– Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (original e cópia)

– RG, CPF do novo proprietário (original e cópia)

– Comprovante de endereço do novo proprietário (original e cópia, com data de até três meses anteriores)

– Duas vias do formulário do RENAVAM, que deve ser solicitado nos Detrans de cada Estado – a maioria está disponível nos respectivos sites.

– Dois decalques do chassi do veículo

– Comprovante dos pagamentos da taxa de emissão da nova CRV e, se houver, dos demais débitos.

ATENÇÃO – Se a transferência estiver acontecendo entre proprietários de municípios diferentes, será exigida uma nova vistoria e emplacamento do veículo. Os valores e bancos conveniados para pagamentos podem ser consultados no Detran.

Depois de todos os procedimentos realizados, o novo proprietário deve levar ao Detran o recibo de quitação original e cópia deste e de outros débitos pagos, além dos documentos acima descritos. Não se esqueça de levar o CRV original e com firma reconhecida em cartório para autenticidade do vendedor e do comprador, o laudo de vistoria de identificação veicular e o formulário do Renavam preenchido em duas vias originais.

Gostou das dicas? Fique atento ao blog da Simples Veículo para saber mais sobre seu assunto preferido!

Confira 4 dicas para vender carros pela internet

 

Anúncios na internet são uma das maneiras mais escolhidas atualmente para a venda de veículos usados. Com a crescente popularização de aparelhos smartphones e a facilidade de acesso à internet, vendedores encontram no online uma forma de chegar a seus consumidores sem que eles precisem se deslocar até a revenda de carros.

Existem, no entanto, algumas regras para conseguir chamar atenção deste comprador para sua venda. Confira 4 delas:

1 – Anúncios com fotos

Essa é uma dica que já abordamos aqui no blog da Simples Veículo antes: os anúncios dos veículos devem sempre ter fotos! Segundo a OLX, isso aumenta as chances de venda em até 110%. Não se esqueça de usar fotos reais do carro, para que o comprador tenha a ideia do real estado do veículo. O número ideal de fotos a serem usadas no anúncio deve estar entre 3 e 6 fotos.

Clique aqui e confira outras dicas sobre fotografias em anúncios.

2 – Número de detalhes do anúncio

O comprador pode perder o interesse no veículo dependendo dos detalhes anunciados. Você não pode nem deixar a desejar, nem exagerar no detalhamento. O ideal é que a descrição do carro tenha entre 100 e 150 caracteres: esse é o número usado por anúncios que mais convertem em vendas.

Tente ser o mais claro e objetivo possível e informar os opcionais e acessórios que não vêm de fábrica. Lembrando da regra de ser transparente com o consumidor online, procure informar sobre os riscos ou amassados que o veículo possa ter.

3 – Preço justo

Nem sempre o preço justo por um carro é aquele que você gostaria, mas não se esqueça que preços que não estejam de acordo com a realidade praticada pelo mercado de vendas pode afugentar potenciais compradores. Procure usar como referência a tabela Fipe, baseando-se ainda por características particulares do carro e outras ofertas de modelos similares.

4 – Atenda os possíveis compradores rapidamente

O atendimento é um dos fatores mais importantes no momento da venda. Como já dissemos no início deste post, o número de potenciais compradores que estão online é muito alto hoje em dia. Por isso, você também deve estar disponível nas plataformas online para garantir que atenderá os interessados de forma rápida e consistente.

Normalmente, o comprador tende a entrar em contato com diversos vendedores ao mesmo tempo. A sua rápida resposta pode ser determinante para uma venda de sucesso!

Gostou das dicas? Fique atento ao blog da Simples Veículo para saber mais sobre seu assunto preferido!

5 dicas para melhorar o atendimento de sua revenda de veículos via WhatsApp

O WhatsApp já é utilizado por mais de 1 bilhão de pessoas em todo o mundo. Com a facilidade de contato, muitos consumidores preferem conversar com o vendedor através do aplicativo. Algumas empresas, inclusive, já escolheram vender seus produtos exclusivamente através do aplicativo. Veja 5 dicas de como melhorar o atendimento no WhatsApp para não ficar de fora:

1. Seja profissional

Seu perfil no WhatsApp será uma extensão de seu atendimento ao vivo. Por isso, algumas regras do setor de venda continuam valendo por aqui: lembre-se de dar bom dia ou boa tarde ao cliente antes de iniciar a conversa e também termine a conversa de forma cordial, agradecendo a atenção do consumidor.

Lembre-se: o cliente quer saber do seu produto, e não da sua vida. Por isso tenha um perfil no WhatsApp separado apenas para contatos profissionais. Recomenda-se utilizar um número de telefone da empresa. O perfil do vendedor deve ser utilizado apenas para interações pessoais.

2. Horário de atendimento

Apesar de parecer mais informal, o contato via WhatsApp também deve ser feito em determinados horários. O cliente não ficará contente em receber mensagens durante a madrugada, por exemplo.

Além disso, o tiro pode sair pela culatra. O cliente pode ler a mensagem às 22 horas e decidir responder apenas no dia seguinte. Se ele esquecer de fazer o contato com o vendedor, a compra pode ser simplesmente perdida. Procure entrar em contato em período comercial, das 6 horas às 20 horas, por exemplo.

3. Português correto traz segurança ao negócio

O tratamento com o cliente via WhatApp deve ser feito de forma mais pessoal e descontraída, uma vez que mensagens impessoais ou até mesmo robotizadas podem ser indesejadas pelo consumidor. Isso não quer dizer, no entanto, que o português não deva ser utilizado da maneira correta. Cuidado com o famoso corretor, que pode dar um novo sentido à frase e te deixar em uma situação constrangedora. Sempre revise o texto antes de apertar o “enviar”.

4. Foto de perfil

A foto de seu perfil deve transmitir profissionalismo. Escolha a logo da empresa ou algo que simbolize bem seu negócio. No caso de revendas de veículos, use a foto de um carro, por exemplo. O perfil profissional do WhatsApp deve servir apenas para isso. Fotos pessoais, como você bebendo com seus amigos, deve ser utilizada apenas em seu próprio WhatsApp.

5. Economize nas mensagens

Tente sempre juntar as mensagens e enviar um texto só. Isso evita que o cliente fique insatisfeito com o celular apitando várias vezes, sem parar, porque você enviou várias mensagens para dizer apenas uma coisa.

Gostou das dicas? Fique atento ao blog da Simples Veículo para saber mais sobre seu assunto preferido!

Usar ou não usar a marca d’água em minhas fotos?

Você já deve ter notado que diversos sites de venda costumam utilizar as famosas marcas d’água nas fotos de seus produtos. Essas marcas são, basicamente, uma forma de identificar que aquele produto está sendo vendido por você através de um logotipo inserido na imagem.Caso você esteja se perguntando se é necessário usar uma marca destas nas fotografias de seu site, a resposta é: sim.

Em uma postagem anterior, demos as dicas sobre a importância de uma boa fotografia para chamar a atenção dos clientes para seus veículos. Elas ajudam a chamar a atenção e são a vitrine de sua loja na internet – um dos meios mais utilizados pelos clientes atualmente.

Se você já estiver seguindo esta dica, é interessante passar a inserir a marca d’água com o nome da sua revenda na imagem, para que os concorrentes não se aproveitem de suas fotos. Além de garantir que as fotos serão usadas apenas por você, a marca d’água também ajuda a demonstrar profissionalismo e associar os produtos ao seu negócio.

Você deve apenas ter o cuidado especial de não cobrir o carro ou os detalhes do veículo com a marca. Afinal de contas, o cliente precisa visualizar o produto da melhor forma possível. O melhor local para posicionar sua logo é no canto inferior direito da fotografia. Não se esqueça de aplicar a transparência e pronto!

Exemplo de marca d’água. Foto: Divulgação.
Gostou das dicas? Fique atento ao blog da Simples Veículo para saber mais sobre seu assunto preferido!